ESCOLHA DE UM CANDIDATO NATURAL A PARCEIRO

Líder na área de sistemas avançados de térmica para reentrada na atmosfera e como fornecedor de compósitos termoestruturais de ex-celência, a Herakles, do grupo francês SAFRAN, iniciou a sua parceria com o no âmbito do Intermediate eXperi-mental Vehicle (Programa ) da ESA.

Uma parceria que, em função dos pontos fortes apresentados pelo , tem vindo a reforçar-se, levando Tierry Pichon, diretor do Departamento de Programas de Compósitos de Temperatura Elevada da Herakles, a perspetivar outras opor-tunidades de cooperação futura.

Qual a importância do programa para a atividade da Herakles e de que forma contribuiu para as vossas metas empresariais?

A Herakles está envolvida no desenvolvimento de sistemas de térmica (SPT) desde o final da década dos anos 80, época em que foi iniciado o desenvolvimento do avião espacial europeu Hermes. Nessa altura, a Herakles, à data conhecida como SEP, já tinha sido contratada para desenhar o nariz, as estruturas térmicas e o SPT de compósito de matriz cerâmica a barlavento do veículo.

Após o cancelamento do programa Hermes, a Herakles continuou a desenvolver tecnologia para SPT ao abrigo do programa MSTP (Manned Space Transportation Program – Programa de Transporte Espacial Tripulado) da Agência Espacial Europeia (ESA) e do programa “Generic Shingle” financiado pelo CNES (Centre National d’Études Spatiales – Centro Nacional de Estudos Espaciais).

O programa , que surgiu após o pro-grama francês Pre-X ter sido europeizado, representa assim o culminar de várias décadas de atividade no sector de sistemas de térmica construídos a partir de compósitos termoestruturais (s elevadas). Por esse motivo, o programa revestiu-se de uma importância vital para a Herakles, pois não só permitiu que a empresa demonstrasse a sua capacidade de dominar tecnologia de ponta aliada a compósitos de matriz cerâmica, como também representou uma estreia europeia no que se refere à demonstração em voo de um avançado sistema de térmica.

Esta demonstração reforçou a posição da Herakles enquanto fornece-dor de compósitos termoestruturais de excelência e enquanto líder na área de avançados sistemas de térmica para reentrada na atmosfera.

De um modo geral, como avalia a participação do neste programa e que pontos fortes este vos apresentou?

Esta participação no programa constituiu a primeira parceria entre o e a Herakles. Inicialmente, a seleção do deveu-se a restrições europeias a nível do regresso à Terra, mas também à disponibilidade das suas instalações de ensaio e às suas competências em termos de garantia da .

O apresentava-se como um candidato natural a parceiro para o desenvolvimento do subsistema SPT. De facto, o revelou-se um elemento precioso nesta parceria, contribuindo com flexibilidade e adaptabilidade durante uma fase de desenvolvimento que implicou vários ajustamentos devido às diferentes exigências apresentadas. Os colaboradores do sempre estiveram à disposição para responder às dúvidas da Herakles e, além disso, demonstraram uma criatividade e um engenho consideráveis no que se refere a encontrar soluções adequadas para os inevitáveis problemas que foram surgindo ao longo deste desafiante projeto. Por último, mas não menos importante, as atividades adjudicadas ao foram realizadas com base num orçamento bastante atrativo.

Como pensa que evoluirá a parceria entre o e a Herakles a médio prazo?

Novos desafios poderão ser enfrentados em conjunto? Após o programa , e como consequência do nosso nível de satisfação com a anterior parceria, o já coopera novamente com a Herakles, desta vez no âmbito de um programa de tecnológica da Agência Espacial Europeia (ESA). Num futuro próximo, deverão ser realizadas atividades pós-voo relacionadas com a reentrada do , para as quais o também deverá contribuir enquanto parte integrante da equipa industrial estabelecida para o programa . Naturalmente, com a aprovação do pré–desenvolvimento do programa europeu PRIDE (Programme for Reusable In-orbit Demonstrator in Europe, sucessor do ) por parte da ESA, na última conferência ministerial sobre o Espaço, será escusado dizer que existirão outras oportunidades de cooperação por parte do .

INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE

INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE

O é uma entidade privada e independente com 50 anos de actividade, que presta serviços de inspecção, ensaio, formação e consultoria técnica.

Oferecemos aos nossos clientes serviços e soluções integradas e inovadoras garantindo a conformidade dos seus activos e produtos com as normas e regulamentos em termos de , segurança, ambiente e responsabilidade social.
INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE

Latest posts by INSTITUTO DE SOLDADURA E QUALIDADE (see all)

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixar uma resposta