ISQ inspeciona viaduto sobre o vale do Rio Este

O ISQ realizou inspeções e ensaios de diagnóstico e de caraterização às estruturas de betão-armado e pré-esforçado do viaduto sobre o vale do Rio Este, na A3, no concelho de Braga.

Este trabalho teve por base a necessidade de conhecer o estado estrutural da obra de arte e de identificar todas as anomalias que se manifestam na superfície das estruturas, cuja ocorrência pode influenciar a durabilidade e condicionar o projeto de reabilitação.

A equipa do ISQ realizou uma inspeção visual total sobre os elementos estruturais, registando e mapeando todas as anomalias existentes.

Este trabalho foi realizado em colaboração com o gabinete de projetos Armando Rito Engenharia, entidade parceira do ISQ em trabalhos semelhantes no território nacional e também em projetos desenvolvidos anteriormente em Angola. Tendo como base o trabalho realizado pelo ISQ, caberá a este gabinete a elaboração do projeto de reabilitação para sua implementação no referido viaduto.

A inspeção da estrutura do tabuleiro, aparelhos de apoio e topo dos pilares foi possível através da utilização de uma plataforma móvel, do tipo under-bridge, disponibilizada por empresa especializada nesse tipo de equipamentos.

A ponte sobre o vale do Rio Este, cujo projeto original data de agosto de 1992, localiza-se no sublanço Cruz /Braga (sul), da A3, que liga Porto a Valença, sendo o troço da obra de arte operado pela Brisa. A superstrutura da ponte é constituída por dois tabuleiros independentes, apoiados nos encontros e nos pilares, com 28 vãos que perfazem um comprimento total de 940 metros.

ISQ

ISQ

O ISQ é uma entidade privada e independente com 50 anos de actividade, que presta serviços de inspecção, ensaio, formação e consultoria técnica.

Oferecemos aos nossos clientes serviços e soluções integradas e inovadoras garantindo a conformidade dos seus activos e produtos com as normas e regulamentos em termos de qualidade, segurança, ambiente e responsabilidade social.
ISQ
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixar uma resposta