20 Anos da adesão de Portugal ao ESO

Há vinte anos, a 27 de Junho de 2000, foi assinado o acordo de adesão de Portugal ao ESO, abrindo uma nova oportunidade para a participação de entidades nacionais em projetos internacionais de grande complexidade técnica e organizacional.

O ISQ foi uma das primeiras entidades a aproveitar esta oportunidade e logo em 2004 começou a colaborar com o ESO. Até agora, o ISQ participou em 3 projetos, tendo concluído dois deles.

Já foi concluída a participação nos telescópios VST-Versatile Survey Telescope e no ALMA-Atacama Large Millimeter Array. Continua em curso a participação no ELT-European Extremelly Large Telescope. O ELT, que será o maior telescópio ótico e de infravermelhos do mundo, é capaz de captar imagens 15 vezes mais nítidas do que o Telescópio Hubble da NASA, que está em órbita. Vai ser construído no planalto desértico de Atacama, a 3000m de altitude, no Chile e terá um orçamento de cerca de mil e duzentos milhões de euros. Os equipamentos estão a ser projetados e construídos em vários países, sobretudo Europeus, que depois serão enviados para o Chile para serem montados no Telescópio.

O ISQ está a apoiar o ESO na Engenharia de Garantia da Qualidade do projeto ELT, desde o fabrico dos equipamentos que vão constituir os vários subsistemas, até à  montagem e integração destes no Telescópio.  O ISQ tem neste momento uma equipa permanente em Garching, na Alemanha e para atividades não recorrentes desloca engenheiros de Portugal ou da subsidiaria no Brasil. Para ilustrar a complexidade e nível tecnológico dos equipamentos de que estamos a falar podemos referir dois exemplos. O espelho primário, de 39m de diâmetro, de facto é composto por 798 segmentos autónomos,  cada um com 1,4m de largura e apenas 50mm de espessura. Outro exemplo, um dos espelhos adaptativos, que será atuado por 5000 atuadores, capazes de ser ajustados 1000 vezes por segundo.

As competências, credibilidade e contactos que resultaram da participação do ISQ nestes projetos alavancaram, num ciclo virtuoso, a entrada em outros projetos de complexidade equivalente ou superior com uma contribuição na Engenharia de Garantia da Qualidade e também  Engenharia de Ensaios, desde a caracterização de materiais até à qualificação de demonstradores tecnológicos. Um exemplo, no domínio da indústria Big Science, o reator de fusão ITER, que vai ser construído em França. Outros exemplos, no domínio da indústria aeroespacial, a participação no desenvolvimento do protótipo do avião espacial IXV para a Agência Espacial Europeia, ou a participação no consórcio INFANTE, que está a desenvolver e construir o primeiro satélite 100% português.

ISQ

O ISQ é uma entidade privada, independente, com sede em Portugal e que oferece aos seus clientes um vasto conjunto de serviços de Engenharia, Consultoria Técnica, Inspeções Técnicas, Ensaios e Testes e desenvolve também atividades de I&DT e Inovação.

Estes serviços são desenvolvidos pelo ISQ, ou pelas suas empresas participadas, recorrendo a equipas multidisciplinares e apoiadas em mais de 20 laboratórios acreditados. Os serviços são dirigidos aos sectores de Oil & Gas, Energia, Automóvel, Aeroespacial, Indústrias de Processo, Saúde, Transportes, Mobilidade, entre outros.