nature

A urgência dos serviços de eficiência energética e baixo carbono

Sustentabilidade

O MUNDO JÁ ESTÁ A ASSISTIR ÀS CONSEQUÊNCIAS DAS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS. PARA EVITAR RESULTADOS CATASTRÓFICOS, É PRECISO APOSTAR NA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E NA DESCARBONIZAÇÃO DA ECONOMIA. É AQUI QUE OPERAM OS SERVIÇOS DE ENERGIA DO ISQ.

O mundo criou um problema

As alterações climáticas estão a ter um impacto enorme na qualidade de vida das populações e a tendência, se não forem tomadas ações, será agravar. Os cientistas avisam que, no limite, podemos emitir cerca de 800 gigatoneladas de CO2 sem tornar o processo irreversível. Nos últimos cinco anos, emitimos cerca de 200 gigatoneladas, ou seja, mais duas décadas e esgotaremos a capacidade.

group of elementary school pupils walking on a protest march

É urgente agir, mas será que ainda vamos a tempo?

Para que este cenário não se concretize, precisamos de atingir as zero emissões em meados do século. Uma tarefa que não é impossível.
A ciência diz-nos que criámos um problema climático, mas também nos diz que as alterações climáticas poderão ser revertidas se atuarmos agora!

O caminho para travar este problema passa por três ações principais:

  • EFICIÊNCIA ENERGÉTICA
  • CAPTURA DE CARBONO ATRAVÉS DA REFLORESTAÇÃO (FOTOSSÍNTESE) E DE TECNOLOGIAS EMERGENTES
  • DESCARBONIZAÇÃO DA ECONOMIA MEDIANTE A SUBSTITUIÇÃO DOS COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS POR ENERGIAS RENOVÁVEIS

As energias renováveis, principalmente a eólica e a solar, são já opções com viabilidade técnica e económica e uma clara alternativa aos combustíveis fósseis. Além disso, as tecnologias de captura de carbono, embora requeiram ainda um forte investimento em inovação, investigação e desenvolvimento, de forma que possam vir a ser técnica e economicamente viáveis, mostram que as soluções para ultrapassar o problema climático estão disponíveis, apenas é necessário agir

A gestão da energia


A atual complexidade das temáticas ligadas à gestão de energia, seja na ótica da oferta ou da procura, requer que a energia seja gerida com a mesma atenção que os recursos humanos, materiais ou financeiros. Nesse sentido, o recurso a serviços especializados que suportem a tomada de decisão é cada vez mais um fator crítico de sucesso das organizações.

Os serviços de energia do ISQ têm como missão melhorar a competitividade através da prestação de serviços de excelência e da oferta de soluções inovadoras de eficiência energética e baixo carbono adequadas às necessidades dos seus clientes. Têm também como objetivo a promoção da sustentabilidade ambiental e a minimização do consumo dos recursos naturais, contribuindo deste modo para o bem-estar e desenvolvimento sustentável da sociedade e da economia.

Para cumprir esta missão, o ISQ conta nos seus quadros com uma equipa de duas dezenas de especialistas em energia e um know-how de cerca de 20 anos. Além disso, o recurso a ferramentas e equipamentos inovadores de análise e diagnóstico, sistemas inteligentes de suporte à decisão, bem como uma rede de laboratórios, permitem ao ISQ estar na vanguarda dos serviços de energia.

Estes visam essencialmente contribuir para o aumento da eficiência energética e integração de energias renováveis nas organizações, numa perspetiva independente e de terceira parte. Após avaliação das condições de utilização de energia das instalações, são identificadas oportunidades de melhoria, implementadas metodologias de gestão de energia, é estudada a viabilidade técnica e económica da introdução de medidas de eficiência energética e produção renovável, garantindo no final a correta e eficaz execução dessas mesmas soluções.

Os serviços de Energia do ISQ atuam nos seguintes setores:

  • INDÚSTRIA
  • EDIFÍCIOS
  • TRANSPORTES

O setor da indústria


A indústria é o principal foco de mercado dos serviços de energia do ISQ. O universo de empresas potencialmente interessadas nestes serviços é aquele em que a utilização de energia tem um peso relativo mais relevante na estrutura de custos, como: pasta, papel e cartão; automóvel; águas; plásticos; alimentar; cerâmica; combustíveis; extrativa; química; construção; têxtil; metalomecânica e vidreira.

O regulamento nacional do Sistema de Gestão de Consumos Intensivos de Energia (SGCIE) obriga as empresas com consumos superiores a 500 toneladas equivalentes de petróleo a realizar periodicamente auditorias energéticas e a promover planos de racionalização com metas de redução bem definidas. Cerca de 1.300 auditorias energéticas e planos de racionalização foram realizados a consumidores intensivos de energia em Portugal, tendo o ISQ participado em aproximadamente 11% desses mesmos planos.

Como corolário do conhecimento adquirido durante duas décadas na prestação de serviços de energia, o ISQ desenvolveu um Manual de Auditorias Energéticas para a Indústria, em colaboração com a ADENE – Agência para a Energia, que foi publicado em 2019.

O setor dos edifícios


Entre os vários setores, o dos edifícios é o que apresenta o maior potencial de melhoria em termos de eficiência energética e capacidade de integração de energias renováveis. O ISQ desenvolve a sua atividade em grandes edifícios de serviços: hospitais; hotéis; instalações desportivas e edifícios administrativos.

Neste setor, o ISQ teve um papel de relevo aquando do processo de implementação do sistema de certificação energética de edifícios, tendo colaborado com a ADENE tanto em ações de fiscalização e verificação técnica do sistema, como na formação de centenas de peritos qualificados que hoje em dia emitem os certificados energéticos.

O setor dos transportes


O setor dos transportes é um dos principais responsáveis pelas emissões de gases com efeito de estufa e talvez o que terá o maior desafio no processo de descarbonização e eletrificação da economia. O ISQ desenvolve a sua atividade principalmente junto de empresas de transporte de mercadorias, fazendo auditorias energéticas e planos de racionalização, bem como estudos de viabilidade e suporte à decisão na renovação da frota automóvel.

A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA É UM TEMA CRUCIAL NA AGENDA NACIONAL E MUNDIAL, LEVANDO À PUBLICAÇÃO DE VÁRIAS DIRETIVAS E NORMAS

A urgência de uma ação conjunta global

A trabalhar nestas três grandes áreas – indústria, edifícios e transportes –, o ISQ nota que a eficiência energética é um domínio que está bem ativo na agenda nacional e mundial. Nos últimos anos, têm sido desenvolvidos esforços através da publicação de diretivas e normas que visam promover e garantir práticas conducentes à melhoria da eficiência energética.

Por outro lado, os agentes económicos e a população em geral estão cada vez mais sensibilizados para o facto de o caminho apontar para a utilização racional da energia.

Os dados mostram a urgência deste desafio. Nos últimos 6.000 anos e até ao início da Revolução Industrial, a concentração de CO2 na atmosfera aumentou de 200 ppm (partes por milhão) para 280 ppm. Nos dias de hoje, resultado da atividade humana e da queima de combustíveis fósseis, essa mesma concentração aumenta cerca de dois ppm por ano e ultrapassa já os 400 ppm.

Os cientistas afirmam que níveis de concentração de CO2 na atmosfera entre os 600-700 ppm serão suficientes para que o aquecimento provoque o derretimento de todo o gelo existente no planeta. Neste cenário, o nível do mar subiria 80 metros.

selective focus of young green plant on cracked ground surface global warming concept

Os refugiados ambientais serão cada vez mais uma realidade. A ação é urgente.

O Ártico está a aquecer três vezes mais rápido do que o resto do mundo, o que está a causar extremos climáticos nas latitudes onde há a maior produção de alimentos. De facto, as previsões dos cientistas estão a concretizar-se mais cedo do que esperado. A este ritmo, o excesso de carbono na atmosfera terá consequências devastadoras: subida do nível do mar; secas permanentes em latitudes médias; tempestades, inundações e fogos graves cada vez mais intensos e imprevisíveis.

Tudo isto fará que o mundo, como o conhecemos hoje, tenha menos terra e menos alimentos com mais pessoas.

Os refugiados ambientais serão cada vez mais uma realidade. A ação é urgente.

1516767399388

Responsável do Departamento de Eficiência Energética no ISQ

insights relacionados

mais tópicos

Aeronáutica/Aeroespacial (8) Agricultura e Agroindústria (1) Energias Renováveis (7) hidrogénio (7) Indústria 4.0 (8) Inovação (9) Saúde e Life Sciences (4) Sustentabilidade (25) Tranformação Digital (7) Turismo (2)

+ insight

Política de Privacidade

Contribua


Sendo um projeto iniciado pelo ISQ, o insight está aberto a contributos de todos que queiram participar e possam trazer a sua visão, estudos científicos e opinião fundamentada para enriquecer os temas e o debate.

Se a sua atividade está ligada à investigação ou à análise e implementação de medidas nos tópicos aqui debatidos, contacte-nos com o formulário anexo.