EC scaled

Economia Circular | Uma solução para reduzir o défice ambiental

Segundo a associação ambientalista Zero, a partir desta quarta-feira, a Humanidade atinge o limite de recursos disponíveis para este ano. A Economia Circular pode ser uma das soluções para reduzir o défice ambiental. Os projetos Alentejo Circular e MAESTRI do ISQ são dois dos projetos que abordam esta temática.

O projeto Alentejo Circular, coordenado pelo ISQ, enquadra-se dentro dos projetos de Economia Circular e pretende sensibilizar e mobilizar os agentes económicos do Alentejo, nas fileiras do azeite, vinho e suinicultura, para a adoção de práticas mais sustentáveis.

Desta forma, além da sensibilização dos agentes económicos, pretende-se empreender uma primeira abordagem às barreiras e oportunidades identificadas na região e estabelecer as condições de base para a realização de futuros projetos de Economia Circular. O Alentejo Circular tem como parceiro a Universidade de Évora e insere-se no Sistema de Apoio a Ações Colectivas de Qualificação, no âmbito do PT2020. Teve início em novembro de 2016 e culminará em novembro de 2018.

AdobeStock 282216814

SMARTGREENHOUSE

Plataforma digital que faz monitorização de estufas

No âmbito do projeto MaisTec desenvolveu-se um dispositivo IoT, uma plataforma digital para a monitorização de estufas, SmartGreenHouse. O objetivo foca-se na contribuição de uma agricultura sustentável por via do aumento do conhecimento dos meios de cultura e variáveis intervenientes.
O dispositivo IoT permite medir em tempo real diversos indicadores, e.g. temperatura, humidade do ar, luminosidade, humidade no solo (cultura em substrato), electroconductividade da solução de irrigação (cultura em hidroponia), pH da solução de irrigação (cultura em hidroponia), CO2, O2, qualidade do ar.
Os dados medidos são enviados via wireless para uma base de dados integrada na plataforma digital. A plataforma desenvolvida permite visualizar o histórico de dados, monitorizar em tempo real as variáveis medidas, ou implementar modelos avançados para processamento e análise de dados. Assim, os resultados são disponibilizados num interface web, com possibilidade de também serem apresentados numa aplicação android.

Por sua vez, o projeto MAESTRI destina-se a promover a sustentabilidade das indústrias europeias, através do desenvolvimento de ferramentas para a monitorização e gestão da eficiência na utilização de recursos (matérias primas, água e energia) de sistemas produtivos. Neste projeto está a ser desenvolvido um sistema de gestão para promover e simplificar a implementação das ferramentas de eficiência, de forma contínua, através de uma plataforma flexível Internet of Things, que possibilitará a aplicação em empresas de diferentes dimensões.

AdobeStock 301204371

MAESTRI

Projeto europeu de investigação e desenvolvimento que visa a criação de um sistema integrado de gestão da energia e recursos, com o objetivo de desenvolver e aplicar metodologias de promoção da ecoeficiência na indústria: “fazer mais, com menos recursos”

O ISQ coordena um consórcio de 15 parceiros europeus oriundos de 5 Estados-Membros (Portugal, Alemanha, Itália, Polónia e Reino Unido).

Está a ser desenvolvido por um consórcio europeu, formado por 15 entidades europeias, oriundas de 5 Estados Membros, e tem uma duração de 4 anos. É um projeto financiado pelo programa europeu Horizonte 2020 e tem um orçamento total que ronda os 6 milhões de euros, dos quais cerca de 2 milhões estão associados à participação portuguesa.

Alertar a comunidade empresarial para as ineficiências do modelo económico linear e contribuir para suscitar o interesse da mesma para as vantagens do modelo económico circular são duas ações essenciais para garantir um futuro sem escassez de recursos.

Também lhe pode interessar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *