ISQ assina protocolo inovador para promover a investigação na Europa com base em euroregiões

O ISQ assinou hoje um Protocolo inovador no âmbito da Cooperação Cultural, Científica e Pedagógica entre as Universidades e as Instituições de Ensino Superior da Euroregião Galiza – Norte de Portugal.

Este protocolo inédito, que reúne 26 entidades, é celebrado no quadro do Programa IACOBUS que é um Programa pioneiro na Europa com o objetivo de promover a cooperação e o intercâmbio entre os recursos humanos dos centros de ensino superior e dos centros tecnológicos de diferentes países e regiões, facilitando a partilha de atividades de capacitação, de investigação e desenvolvimento e de inovação.

“A Euroregião ´Galiza e Norte de Portugal´ passa a ter um papel fundamental na Europa como território partilhado no âmbito da investigação e da inovação e o ISQ dará o seu contributo já que a investigação avançada e a capacitação de recursos humanos fazem parte do nosso ADN desde sempre”, sublinha Pedro Matias, presidente do Grupo ISQ.

Nos últimos anos o ISQ participou em mais de 400 projetos internacionais de I&DT e inovação reunindo mais de 1200 parceiros, onde estão incluídas algumas das melhores universidades e empresas mundiais, e isto é de uma riqueza enorme que agora pode ser colocada ao serviço deste grupo de entidades que se decidiu juntar para promover a economia e a competitividade num quadro de desenvolvimento sustentável”, complementa Pedro Matias.

O protocolo hoje assinado contou com a presença da Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, do Presidente da CCDR Norte, do Vice-Presidente da Junta da Galiza e de representantes de dezenas de entidades e centros Tecnológicos da Euroregião, entre os quais se encontra o Grupo ISQ.

Ao abrigo deste protocolo ir-se-á promover o desenvolvimento do ensino superior graduado e pós-graduado, a investigação científica e tecnológica, fomentando-se a aprendizagem, a formação de estudantes e professores assim como a difusão da cultura na Euroregião.

Os centros tecnológicos irão desempenhar um papel estruturante nesta cooperação, passando a ter atuações partilhadas através da realização de intercâmbios – de informação e de pessoas – bem como de atividades formativas, de investigação e de divulgação.

Em Abril de 2014 tinha sido assinado o “Protocolo de Cooperação Cultural, Científica e Pedagógica entre as Universidades de Ensino Superior e as Instituições de Ensino Superior da Euroregião Galicia – Norte de Portugal” que reuniam a Comunidade de Trabalho Galicia – Norte de Portugal, a Fundação Centro de Estudos Euro Regionais Galicia – Norte de Portugal, as Universidades da Corunha, Santiago de Compostela, Vigo, Minho, Porto, Alto Douro e Trás-os-Montes, Católica Portuguesa e os Politécnicos de Viana do Castelo, Porto, Bragança e do Câvado e Ave.

Com a assinatura, de hoje, juntam-se a este Protocolo mais 26 entidades, nomeadamente:

  • Xunta de Galicia
  • Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte de Portugal
  • Fundação Centro de Estudos Euro Regionais Galicia – Norte de Portugal
  • Associação de Politécnicos do Norte (APNOR)
  • AIMEN Centro Tecnológico
  • EnergyLab, Centro Tecnológico de Eficiencia y Sostenibilidad Energética
  • Gradiant, Centro Tecnológico de Telecomunicaciones de Galicia,
  • Fundação Instituto Tecnológico de Galicia
  • CETAQUA, Centro Tecnológico del Agua
  • CETIM – Centro Tecnológico de Investigación Multisectorial
  • Centro Tecnolóxico de Supercomputación de Galiza
  • Centro Tecnológico del Mar – CETMAR
  • CIS Madeira
  • CIS Galicia
  • Centro Tecnolóxico da Carne
  • CTAG – Centro Tecnológico de Automoción de Galicia
  • CATIM — Centro de Apoio Tecnológico à Indústria Metalomecânica
  • CEIIA — Centro de Engenharia e Inovação para a Indústria Automóvel
  • CTCOR — Centro Tecnológico da Cortiça
  • CVR — Centro para a Valorização de Resíduos
  • INEGI — Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial
  • INL — International Iberian Nanotechnology Laboratory
  • PIEP — Associação Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros
  • INESC TEC — Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência
  • ISQ — Instituto de Soldadura e Qualidade
  • CTCP — Centro Tecnológico do Calçado de Portugal

De recordar que o Ministério da Economia escolheu, no início do ano, o Grupo ISQ para apresentar os resultados do programa Interface, reconhecendo assim a importância e o contributo do ISQ para a competitividade e a inovação empresarial.

O programa Interface já reconheceu 28 Centros Interface que representam, atualmente, cerca de 17 mil clientes e um volume de 128 milhões de euros em serviços prestados às empresas.

Os Centros Interface promovem a aproximação entre a ciência, a tecnologia e a economia, contribuindo desta forma para a inovação nacional, o apoio às empresas na disseminação e transferência de tecnologia, reforçando a sua qualificação e internacionalização.