ISQ capacita Agroindústria com ferramentas i4.0

Portugal está a dar cartas na transformação digital da agroindústria. O ISQ vai levar boas práticas à conferência organizada pela Comissão Europeia – New Skills For Digital Farming – internacionalizando o HUB4AGRI*, o primeiro Hub de Inovação Digital para a Agricultura.

 O ISQ tem sido um agente alavancador, estando a coordenar o HUB4AGRI bem como outros projetos de inovação e de capacitação no setor, caso do  MilKee (eficiência e bioeconomia na produção leiteira), Qualimilho (qualidade e segurança na cadeia de valor), Alentejo Circular (circularidade no vinho, azeite e suinicultura), URSA (transformar subprodutos em fertilizante orgânico no Alqueva), Gervalor (redução de desperdício alimentar) e  Smart Farming (digitalização da cadeia de valor do sector primário)”, sublinha Pedro Matias, presidente do Grupo ISQ.

Nesta conferência, que tem lugar em Espanha, esperam-se mais de 500 participantes e várias dezenas de oradores, sendo um fórum de debate sobre o estado da arte da digitalização na agroindústria, nos 27 países da União Europeia, que se situa ainda aquém dos indicadores industriais e necessita de alavancar de forma massiva e rápida mais inovações, mais coesão e mais ferramentas digitais e alargar o seu espaço físico ao “espaço digital”.

Para Pedro Matias, o caminho consiste “na adoção de tecnologia, digitalização de processos e novos modelos de negócio digitais, baseados nas novas tecnologias de informação e comunicação.

É importante que este setor esteja absolutamente integrado em todos os países na Nova Agenda Europeia para as Competências do Futuro e no programa para a Europa Digital (New Skills Agenda for Europe for the future, Digital Europe Programme).

Atualmente os agricultores da União Europeia já aplicam soluções digitais no setor, mas ainda existem barreiras que impedem um uso mais amplo de novas tecnologias, entre as quais a falta de skills adequadas. Uma maior consciencialização para as potencialidades do digital neste setor pode ajudar os agricultores a encontrarem as soluções digitais certas para dar resposta às suas necessidades.

É preciso investir em upskills e reskilling em todos os sectores, com particular enfoque no sector agroindustrial, sobretudo ao nível dos gestores e chefias intermédias, incluindo os técnicos operacionais, sublinha Margarida Segard, diretora da ISQ Academy e advisor para a Comissão Europeia na área das Skills 4.0.

No futuro, 9 em cada 10 empregos irão necessitar de digital skills, sendo que 169 milhões de europeus (44% da população da EU) não possuem skills digitais básicas. Para dar resposta a esta lacuna e aumentar o uso de tecnologias digitais na agricultura e nas áreas rurais da Europa, os países da UE reconhecem a necessidade de investir em formação. A digitalização também assume um papel importante na futura Política Agrícola Comum, que dará uma forte ênfase à partilha de conhecimento, promovendo a digitalização e incentivando a sua adoção na agricultura e nas áreas rurais.

Saiba mais sobre a formação da ISQ Academy: http://formacao.isq.pt/formacao/catalogo/