LABIAGRO inaugura Laboratório de Biologia Molecular e faz pesquisa e quantificação de SARS-COV-2 em águas residuais, ar e superfícies

O Laboratório de Biologia Molecular do Labiagro, empresa do grupo ISQ, tem vindo a trabalhar no âmbito da deteção e quantificação de SARS-CoV-2 em águas residuais, ar e superfícies. Desta forma, consegue-se criar um sistema de alerta, capaz de comunicar com as entidades interessadas que, verificando um aumento da quantidade de vírus numa comunidade, podem atuar na prevenção de uma nova vaga.

 O agente etiológico da COVID-19, o vírus SARS-CoV-2, pode ser excretado pelas fezes, urina ou outras secreções biológicas por indivíduos infetados (sintomáticos ou assintomáticos).

Eventualmente, estas secreções (que podem conter o vírus) terminam nas Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), através do sistema de saneamento.

A contínua monitorização do agente patogénico SARS-CoV-2 nas águas residuais confere uma excelente ferramenta de controlo da doença, podendo-se auferir a presença do mesmo na população antes da sua disseminação pela comunidade.

Esta monitorização ganha um papel mais destacado, uma vez que possibilita a deteção antecipada do vírus numa comunidade, mesmo que haja indivíduos assintomáticos.

A deteção do vírus é feita por técnicas de biologia molecular, sendo possível não só detetar a presença deste agente como, adicionalmente, quantificar a sua presença. Dado esta possibilidade da metodologia, é possível criar um sistema de alerta, capaz de comunicar com as entidades interessadas que, verificando um aumento da quantidade de vírus numa comunidade, podem atuar na prevenção de uma nova vaga do vírus.

Para além destas duas possibilidades, de deteção e quantificação, é possível a identificação das variantes do vírus que circulam numa dada comunidade.

O Laboratório de Biologia Molecular do Labiagro tem vindo a trabalhar no âmbito da deteção e quantificação de SARS-CoV-2 em águas residuais, bem como na pesquisa deste vírus em outras matrizes de cariz igualmente importante, como amostras de ar ou superfícies.

Com o novo laboratório de biologia molecular, o Labiagro apresenta soluções integradas e está capacitado para prestar serviços a autoridades competentes, entidades de saúde e indústria de diversos setores de atividade (agroalimentar e outros).

O laboratório dispõe de um conjunto alargado de equipamentos tecnológicos capaz de detetar por técnicas de biologia molecular – PCR – o agente etiológico SARS-CoV-2, podendo o resultado, se assim solicitado, ser dado num prazo de 24 h.