Smart Learning, acelerador da transformação e das profissões do futuro

O mundo mudou e o timeline para o futuro é mais curto. O futuro é hoje e a necessidade de formar (upskilling e reskilling) passou a ser urgente, e não pode ser adiada. As profissões do futuro passam pelas competências digitais combinadas com soft skills.

Por isso mesmo, apesar de contar com uma diversidade de áreas de conhecimento e formação, oferecendo soluções e programas em todas as seis áreas-core de competências para as profissões do futuro, ao nível do smart learning – formato online e b.line (blended line, presencial e online) – “o ISQ criou competências core, aceleradores do desenvolvimento económico, da transformação digital e transição “verde”, partilhando com as empresas o conhecimento para as profissões do futuro”, explica Margarida Segard, Diretora da ISQ Academy.

Assistimos nos fóruns digitais nacionais e nos web eventos internacionais à questão sobre se “as profissões de futuro mudaram resultante do impacto da pandemia”. É uma discussão recorrente, suportada em alguns estudos internacionais, que obtém mais ou menos a mesma resposta conclusiva. As profissões de futuro identificadas previamente a curto e medio prazo mantêm-se, em seis áreas-chave: 1. Automação e Programação|Coding; 2. Gestão de redes, de pessoas e de risco; 3. Otimização e eficiência de processos e dados; 4. Gestão e processos “verdes” e de Sustentabilidade; 5. Design e distribuição de produto|serviço; 6. Soft Skills ou “meta skills”.

As competências digitais incluindo Coding e as competências de liderança e soft skills estão na pole position e são acelarators, não apenas pela real e urgente necessidade, como pela transversalidade a todas as funções e profissões, que implicam um rapid learning democratizado e acessível para todos os trabalhadores, gestores e empreendedores.

O mundo, as empresas e a vida passaram a ser digitais. Hoje temos que pensar, criar e gerir digital. Os líderes ainda não estão preparados, as equipas operacionais também não. E não podemos adiar sine die todas as competências tecnológicas urgentes e aceleradoras de modernização, inovação e transformação. Precisamos de Rapid Learning para core skills.