Truck, Tanker Chemical Delivery

Transporte em equipamentos de grandes dimensões

Inspeção ISQ

Transporte em equipamentos de grandes dimensões

Os grandes recipientes para granel e as cisternas exigem inspeções específicas e o ISQ é uma das entidades nacionais com acreditações para o fazer.

O ISQ é uma das entidades que em Portugal tem acreditação para realizar a inspeção de grandes recipientes para granel e de cisternas. Está presente em todas as fases de inspeção destes equipamentos, desde a aprovação do projeto, ao acompanhamento do fabrico, realização de inspeções periódicas e intercalares e emissão dos relatórios finais de inspeção.

Os grandes recipientes para granel são embalagens transportáveis, rígidas ou flexíveis, concebidas para resistir ao manuseamento mecânico e a solicitações induzidas durante o transporte.

Já as cisternas – fixas, desmontáveis, móveis, vagões cisterna, contentores cisterna, contentores para gás de elementos múltiplos – são equipamentos que têm por regra capacidade superior aos grandes recipientes e estão munidos dos equipamentos de serviço e estrutura utilizados no transporte de matérias líquidas ou gases.

truck tanker chemical delivery

Os ensaios necessários em cada caso são diferentes, mas ambos estão sujeitos aos acordos ADR – Acordo Europeu Relativo ao Transporte Internacional de Mercadorias Perigosas por Estrada – ou ao RID – Regulamento Relativo ao Transporte Ferroviário Internacional de Mercadorias Perigosas.

Estes regulamentos foram adotados pela UE através da publicação de diretiva europeia que engloba os três modos de transporte: rodoviário, ferroviário e o transporte por vias navegáveis (rios, canais). Este último meio de transporte a que corresponde o regulamento ADN – Acordo Europeu relativo ao Transporte Internacional de Mercadorias Perigosas por Vias Navegáveis -, não foi transposto para a legislação nacional uma vez que não existe este modo de transporte nos rios portugueses.

A periodicidade com que se fazem as inspeções depende muito do tipo de equipamento e matéria a transportar e das diretivas de transporte específicas em cada caso. No entanto, no caso dos grandes recipientes para granel, o mais comum são inspeções periódicas de cinco em cinco anos e inspeções intercalares de dois anos e meio em dois anos e meio.

Para as cisternas, as inspeções periódicas são feitas a cada seis anos, com inspeções intercalares de três em três anos.

A regulamentação nacional que transpõe as diretivas europeias que aplicam o RID/ ADR (2015) ao espaço económico Europeu é o decreto-lei nº 246A/2015. Este diploma será alterado para aplicar as modificações introduzidas pelo ADR 2017, que entra em vigor em julho.

Por Mário Sapatinha

Com Ana Paula Pinheiro

Também lhe pode interessar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *