AF TQ10 300 dpi — spreads Page 20 Image 0001

Empresas mais eficazes com avaliação e gestão de ativos

Sustentabilidade, Indústria 4.0

A gestão de ativos ajuda as organizações a reduzir riscos, investir melhor e atingir objetivos. O ISQ disponibiliza serviços de especialidade, multidisciplinares e adaptados a cada cliente, para garantir que se tornam mais eficazes e sustentáveis

por Sara Fernandes, Sandra Fernandes e Mário Ribeiro

Momentos de ganho

O arranque de um novo ano é habitualmente um momento de reflexão que utilizamos para ganhar perspetiva sobre os múltiplos aspetos da nossa vida. Ora, se as organizações são pessoas, é fácil concluir que também estas têm direito aos seus, chamemos-lhes, “momentos de ganho”. “Ganho” porque a gestão de ativos propõe, de facto, uma mudança no modo de pensar: a monitorização, manutenção e renovação dos ativos são um investimento.

E esta é uma reviravolta para a qual se necessita de tempo de reflexão e de adaptação, pois estes “ganhos” eram tratados como custos, dores de cabeça, fontes de problemas e, para muitas indústrias, causa de paragens de produção forçadas. No entanto, não tem de ser assim. No contexto de sustentabilidade, é cada vez mais importante acrescentar vida aos ativos, mantendo-os produtivos e eficientes. E o ISQ pode ser um parceiro, ajudando a alavancar os investimentos das empresas.

o que é a gestão de ativos?
define-se como “uma atividade coordenada de uma organização para percecionar e produzir valor a partir dos seus ativos”.

Numa mesma organização, o valor de um ativo não é constante, variando ao longo da sua vida. Aliás, pode também ser completamente diverso se olhado individualmente ou integrado num conjunto. Daí a importância de haver uma gestão dos ativos para tornar a empresa mais eficiente.

A gestão de ativos baseia-se em certos princípios fundamentais e tem como objetivo ajudar a organização a melhorar o seu desempenho financeiro, fornecer informação para a tomada de decisão em matéria de investimentos, reduzir riscos de diversa natureza e incrementar a sua reputação na envolvente em que se insere. Enfim, visa melhorar a sustentabilidade das organizações.

gestao ativos

o que é um ativo?
de acordo com a definição normativa (ISO 50000), é “um bem, um objeto ou uma entidade que tem um valor potencial ou real para uma organização”. este valor “variará conforme as diferentes organizações e partes interessadas, e pode ser tangível ou intangível, financeiro ou não financeiro”.

Gestão de ativos para alcançar objetivos

O Comité Técnico da ISO n.º 251 – Asset Management elaborou um conjunto de normas, algumas das quais foram traduzidas para português pela Comissão Técnica n.º 204 do IPQ (no qual o ISQ participa desde a sua criação), que inclui:

• NP EN ISO 55000 R – Gestão de Ativos. Visão Geral, Princípios e Terminologia.
• NP EN ISO 55001 R – Gestão de Ativos. Sistemas de Gestão. Requisitos.
• NP EN ISO 55002 R – Gestão de Ativos. Sistemas de Gestão. Linhas de orientação para a aplicação da ISO 55001.
• ISO/TS 55010 R – Orientações relativas ao alinhamento entre Gestão, Financiamento e Contabilidade de Ativos.
• ISO 55011 R – Orientações relativas ao desenvolvimento de Políticas Governamentais para Gestão de Ativos

A adoção das normas habilita uma organização a atingir os seus objetivos através da gestão eficaz e eficiente dos seus ativos. A aplicação de um sistema de gestão de ativos constitui uma garantia de que esses objetivos podem ser alcançados de forma consistente e sustentável ao longo do tempo. E, para as organizações que funcionam com sistemas de gestão relativos a outras temáticas, como, por exemplo, a qualidade ISO 9001, o ambiente ISO 14001 ou a segurança OHSAS 18001, existe claramente um enorme potencial de integração e sinergia.

CASE STUDY: BANCO POPULAR

Pela sua particularidade, a parceria com o Banco Popular durante aproximadamente uma década é um exemplo que merece ser destacado.

No trabalho de parceria com o Banco Popular, o serviço prestado pelo ISQ consistiu na elaboração de cadernos de encargos e no acompanhamento sistemático do desempenho dos prestadores de serviços de manutenção, passando pela avaliação da conformidade legal aplicável. Estes serviços foram feitos nas agências, nos edifícios centrais e nos sistemas associados, nomeadamente, sistema de AVAC, iluminação, instalação elétrica, análise QAI (qualidade do ar interior) e estado e procedimentos de limpeza.
Tratando-se de um cliente e de um setor que tradicionalmente não têm na manutenção o foco das suas preocupações, é interessante registar a decisão dos seus gestores.

Entenderam a gestão dos ativos como algo prioritário e consideraram a manutenção importante como suporte para a garantia da prestação de um serviço de elevada qualidade. A preocupação com a imagem transmitida aos seus clientes externos e o bem-estar dos seus colaboradores, associada à boa gestão dos recursos financeiros, conduziu à decisão de investir na gestão dos ativos. Desta forma, o banco alcançou resultados substanciais no desempenho dos mesmos, superando até, em certos casos, os compromissos legais a que estava obrigado.

Pela vasta experiência em diversos setores industriais e dos serviços, o ISQ dispõe de capacidade de intervenção nas diversas vertentes da gestão dos ativos, assim como no que diz respeito à gestão e avaliação do ciclo de vida do ativo. Concretamente, o ISQ possui experiência para atuar em cada um dos elementos indicados na estrutura apresentada para a ISO 55001.

PRINCÍPIOS DA GESTÃO DE ATIVOS

A norma ISO 55000 estabelece quatro princípios fundamentais para a gestão de ativos:

Enquanto parceiro natural da indústria portuguesa, o ISQ oferece às organizações apoio na gestão de ativos através do fornecimento de um conjunto de serviços especializados, destacando-se:

  • O inventário de ativos para definir o portfólio de ativos;
  • A definição e implementação de um sistema de gestão de ativos;
  • A monitorização e avaliação de desempenho dos ativos;
  • A implementação de sistemas de manutenção dos ativos físicos;
  • O estudo e incremento da fiabilidade dos ativos;
  • A gestão de risco;
  • A formação em diferentes especialidades e para os vários níveis organizacionais, desde responsáveis pela gestão até ao pessoal que opera os ativos.

Soluções diferenciadas e adaptadas a cada necessidade

A gestão de ativos é uma ferramenta transversal a qualquer organização. Porém, assume primordial importância quando pensamos no tema indústria 4.0, em que nem o volume de investimento, nem a automatização de processos produtivos e sua gestão, nem a produtividade e qualidade pretendidas se compadecem com a improvisação.

As organizações, atualmente, dispõem de soluções derivadas de avanços tecnológicos como a Inteligência Artificial (IA), a Internet of Things (IoT), o recurso a aeronaves não tripuladas (drones) ou à impressão 3D, que representam um imenso potencial de transformação e melhoria dos seus sistemas de gestão de ativos, mas apresentam-se também como um desafio em termos de investimento, seleção e operacionalização.

SIM4.0ISQ

SIM 4.0

Sistemas Inteligentes de Monitorização

O projeto SIM 4.0, apresentado e financiado no âmbito do Sistema de Apoio a Ações Coletivas – SIAC, tem por objetivo principal transferir conhecimentos científicos e tecnológicos para o tecido industrial, contribuindo desta forma para suprir algumas falhas de informação e de conhecimento sobre tecnologias avançadas e sua aplicação em sistemas industriais.

Sendo certo que cada cliente precisa de soluções integradas e ajustadas às suas necessidades, o ISQ, enquanto maior entidade tecnológica portuguesa, disponibiliza serviços em várias especialidades, como gestão da manutenção, fiabilidade, inspeção, gestão da energia e segurança, suportadas numa vasta rede de laboratórios e no conhecimento desenvolvido ao longo de décadas.

Estas especialidades enquadram-se integralmente nas ferramentas de suporte à decisão que apoia a gestão de ativos. Aliás, têm sido utilizadas e já mostraram resultados com aplicação e interesse no ciclo de vida de diversos ativos, nomeadamente nos seguintes setores de atividade:

  • Aeronáutica: avaliação do desempenho de manutenção nos ativos de suporte à assistência da manutenção de aeronaves.
  • Transformação da cortiça: avaliação e melhoria do desempenho dos equipamentos de moagem, através da utilização de metodologias de fiabilidade para melhorar a disponibilidade da linha produtiva.
  • Pasta e papel: estudo para melhoria da disponibilidade de uma linha produtiva e implementação de um sistema de gestão da fiabilidade dos ativos, alinhado com o plano estratégico da organização. Esta atividade foi ainda complementada com formação aos colaboradores envolvidos.
  • Madeira e mobiliário: definição do portfólio de ativos, implementação do sistema de gestão da manutenção, suportado numa solução informática integrada e customizada.
  • Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR): definição do portfólio, avaliação da condição, identificação dos ativos críticos e planeamento de intervenção.

Além dos exemplos anteriores, o ISQ opera de forma regular nas indústrias petrolífera, da energia, dos adubos, entre outras com âmbito nacional e internacional. São realizadas atividades de apoio às decisões de gestão durante as diversas fases do ciclo de vida de ativos fundamentais na operação de empresas, recorrendo a trabalhos de inspeção de ativos produtivos de modo que se avalie o seu estado, disponibilidade e vida restante, e é também facultado suporte técnico às diversas atividades de manutenção.

Reconhecendo a importância da competência dos colaboradores nas organizações e o seu impacto na melhoria do desempenho de sistemas de gestão, desde 2012 que o ISQ tem promovido também diversas formações, em particular a jovens engenheiros da indústria do petróleo e do gás, de países do Médio Oriente e de Angola, através de um programa de estágio anual.

AdobeStock 416524346

TESTEMUNHO: THE NAVIGATOR COMPANY

Colaboração para uma elevada disponibilidade dos ativos

O ISQ é um parceiro-chave para a The Navigator Company, e que consideramos ser um especialista de grande importância para a indústria portuguesa em algumas das suas áreas de especialidade. Desde a sua criação, todas as nossas unidades industriais têm trabalhado em conjunto, numa relação que gradualmente introduziu benefícios e crescimento mútuo, e que atualmente se materializa na prestação de serviços em todas as áreas de especialidade do ISQ, desde inspeções técnicas e ensaios a consultadoria e formação.
Esta longa relação e as competências técnicas em serviços de especialidade permitiram ao ISQ conhecer profundamente alguns dos nossos ativos mais importantes e contribuir com o seu suporte regular para os manter com uma elevada disponibilidade.
Os desafios que vivemos hoje nas empresas requerem cooperação e uma melhoria contínua. Pensamos que o ISQ tem um papel fundamental que é, também, um desafio: manter a qualidade de serviço e knowhow nas tecnologias de ponta com evolução cada vez mais rápida, num enquadramento que requer cada vez maior agilidade e competitividade, e que necessitamos de receber para passar aos nossos clientes.


Pedro Miguel Domingos da Conceição
Coordenador Central de Gestão de Ativos e Manutenção na The Navigator Company

A abrangente experiência e conhecimento do ISQ, conjugados com a multidisciplinaridade dos serviços que oferece em diversos mercados, contribuem de forma significativa para soluções integradas de valor acrescentado. Estes são os fatores que alavancam as intervenções em diferentes mercados e clientes, quer de serviços quer industriais de dimensão variável, com flexibilidade de adaptação às necessidades de cada cliente.

O impacto das soluções ISQ nos clientes reflete-se na maximização do conhecimento, do valor e da disponibilidade dos seus equipamentos, tanto na produção como na preparação para reagir às alterações de mercado, que são cada vez mais rápidas e feitas em períodos mais curtos.

Para isto, é necessário um profundo conhecimento e domínio do ciclo de vida dos ativos, pois permite a rápida adaptação a novas solicitações ou a atempada reparação ou substituição por um outro ativo mais competitivo e adaptado aos requisitos estabelecidos. Esta é a missão do ISQ e também o seu contributo para o crescimento sustentado dos clientes.

sandrafernandes

Responsável pelo Serviço de Fiabilidade no ISQ

insights relacionados

mais tópicos

Aeronáutica/Aeroespacial (8) Agricultura e Agroindústria (1) Energias Renováveis (7) hidrogénio (7) Indústria 4.0 (8) Inovação (9) Saúde e Life Sciences (4) Sustentabilidade (25) Tranformação Digital (7) Turismo (2)

+ insight

Política de Privacidade

Contribua


Sendo um projeto iniciado pelo ISQ, o insight está aberto a contributos de todos que queiram participar e possam trazer a sua visão, estudos científicos e opinião fundamentada para enriquecer os temas e o debate.

Se a sua atividade está ligada à investigação ou à análise e implementação de medidas nos tópicos aqui debatidos, contacte-nos com o formulário anexo.